Developer Experience
7
min de leitura
10 de setembro de 2020

Análise comportamental e ferramentas | Dev Portal

Luciana Bandeira
Developer Experience
Ajudo desenvolvedores no onboarding e nas melhores práticas de APIs para garantir a melhor Developer Experience. No meu tempo livre me dedico a livros, pesquisar (e degustar) sobremesas e sou apaixonada por viajar.
Mais sobre o autor

*em parceria com André Gonçalves

Já falamos sobre as vantagens de ter um Portal do Desenvolvedor com seu negócio API. Entretanto, além de disponibilizar informações aos desenvolvedores, é necessário entender os comportamentos que ocorrem ao acessar informações e identificar se a experiência do usuário está atendendo às necessidades e é fácil e claramente compreensível.

Assim, a realização de uma análise comportamental e a inserção de ferramentas que possam ajudar este objetivo sempre permitirá melhorias e evoluções no Dev Portal. Neste posto, lhe ensinaremos como realizar uma análise comportamental aplicada ao seu Dev Portal e que ferramentas você pode utilizar neste processo.

Análise comportamental

A análise comportamental dos usuários é uma prática geralmente realizada de várias maneiras por um Designer UX, analistas de requisitos, profissionais de marketing e outras funções relacionadas às plataformas digitais.

Esta atividade consiste basicamente em comparar as diversas ações que cada usuário realiza durante seu padrão de comportamento ao utilizar um sistema, além de fazer comparações entre padrões de uso dentro de um mesmo grupo e até mesmo com o resto do mundo.

Os dois principais objetivos da Análise comportamental são identificar padrões de uso de um sistema que seriam considerados atividades normais para o uso da ferramenta, bem como encontrar comportamentos anormais que se desviam de uma rotina esperada.

Ao combinar diferentes informações coletadas durante o processo de análise, torna-se possível identificar comportamentos suspeitos através de padrões de uso anormais, o que pode ser uma indicação de um problema de segurança. Isto torna a investigação e a resolução proativa desta crise mais dinâmica, além de possibilitar a aplicação de informações de padrões normais de acesso para gerar um fluxo de aplicação mais conciso, rápido, intuitivo e dinâmico para seu usuário.

Como aplicar a Análise Comportamental no Portal do Desenvolvedor?

É comum esquecer muitas vezes de tratar os desenvolvedores como usuários normais de aplicações e, consequentemente, isso não resolve alguns problemas que são comuns para os desenvolvedores. É necessário utilizar as informações adquiridas na realização da análise comportamental para elevar os requisitos exigidos para trazer a melhor experiência aos desenvolvedores, concentrando-se em aspectos cruciais deste grupo específico que consumirá este tipo de conteúdo.

Ao longo deste processo também é possível (e necessário) utilizar ferramentas/plugins, já que existem vários disponíveis no mercado e que podem ser adicionados ao Portal do Desenvolvedor e auxiliar no monitoramento da experiência e informação do usuário, que juntos darão suporte a esta análise comportamental.

Essas métricas podem ajudar a identificar áreas de melhoria na documentação, acessibilidade, clareza de navegação e lacunas de usabilidade.

Duas dessas ferramentas já são bem conhecidas e nos fornecem informações e dados sobre acesso e experiência na jornada de uso:

Hotjar e Google Analytics

Eles são usados para controlar o acesso aos Portais do Desenvolvedor, e são capazes de identificar as páginas mais acessadas (mapa térmico) e eventualmente o que pode estar desatualizado ou não ser claramente compreendido.

Além disso, é possível identificar com este mapa possíveis falhas/melhorias na distribuição da documentação, para que possa ser facilmente localizada pelo desenvolvedor.

Outra informação particularmente interessante que está disponível é o reconhecimento de como o desenvolvedor chegou ao canal/Portal Dev como seu destino final (métodos de busca).

Ou seja, é possível identificar se foi através de um posto específico, diretamente através de buscas no Google, ou outros métodos de acesso.

Google Search Console

Há também outras ferramentas adicionais que são complementares na extração e compreensão do uso e informações, tais como Google Search Console.

Ferramenta que ajudará a identificar quais melhorias devem ser aplicadas, a partir de itens como títulos/informações duplicados.

Mostra também quais páginas têm os melhores desempenhos, destacando assim os pontos fortes de seu Portal.

Análise e Ferramentas para o Portal do Desenvolvedor

Todas essas ações e monitoramento darão suporte ao desenvolvedor parceiro no processo onboarding e garantirão qualidade nos insumos, distribuição de informações e experiência do usuário no Portal do Desenvolvedor.

Um processo de onboarding difícil, documentação complicada de ler ou falta de apoio podem fazer um parceiro potencial desistir de usá-lo.

Assim, realizando a análise do uso de seu Dev Portal, com ferramentas para monitorar toda a jornada do usuário, garante que você encontre possíveis lacunas, e assim possa fazer as melhorias necessárias, para que os desenvolvedores tenham a melhor experiência no uso de seu portal.

Obrigado pela leitura!