APIX
5
min de leitura
6 de abril de 2020

APIX Stories em parceria com o Banco Topázio

Letícia Trevisan
Analista de Marketing e Conteúdo Digital
Publicitário formado na PUC de Campinas. Trabalho no desenvolvimento de conteúdo para websites, blogs e redes sociais, produção de comunicações endomarketing e produção de palestras, workshops e eventos.
Mais sobre o autor

O Banco Topázio é um parceiro de longa data da Sensedia, e teve como desafio transformar um banco tradicional em uma empresa digital. O resultado tem sido surpreendente, tanto que o Diretor BaaS do Banco Topázio, Carlos Eduardo Klein contou um pouco dessa história durante o APIX Stories em Porto Alegre.

Selecionei alguns dos destaques da palestra deste artigo e algumas idéias sobre como você pode aplicá-lo em seu cenário. Se você deseja verificar como foi na íntegra, clique aqui.

O Banco Topázio surgiu em 2005 e pertence ao mesmo grupo Correa da Silva que fundou a Getnet e a Embratec. O negócio tradicional do Banco hoje é vender crédito a redes afiliadas à bandeira Ticket, tendo como clientes finais os pequenos varejistas.

Mais que um banco, o Topázio é também uma empresa de tecnologia, hoje eles auxiliam as Fintechs a colocarem serviços no mercado, com o desafio de atender com velocidade, flexibilidade, e mudar a forma de trabalhar sem esbarrar nas limitações do core bancário. Precisavam compreender como permitir que as Fintechs criassem a melhor experiência de usuários de maneira sem atrito, e que entregasse valor.

Dessa maneira, a companhia entendeu que era necessário uma mudança total nas suas rotinas. Pensar um pouco mais como Startup, ao invés de um banco tradicional. Assim, adotaram metodologias ágeis, princípios de design thinking, e a partir disso começaram a modernizar a TI do Topázio. As primeiras mudanças vieram através de APIs, que habilitaram integrações mais ágeis, e posteriormente na construção de microsserviços como forma de atender às novas escalas e necessidades do negócio.

Tudo isso só foi possível quando passaram a escutar mais sobre o que os clientes precisavam e trabalhar a partir disso com foco no cenário específico de cada um.

E por que escolheram as APIs e a plataforma da Sensedia?

1 - As APIs são facilitadoras de negócios digitais, especialmente com as Fintechs. Sem elas, não seria possível ter a escala de negócios de que necessita.

2 - Combinando APIs e Microservices é possível trabalhar em diferentes formatos de negócios sem ter que desenvolver nada de novo internamente. Um dos conceitos de Open Banking que se aplicam muito bem neste cenário é a capacidade de recombinar serviços e novas experiências. O objetivo, neste contexto, é inserir uma experiência financeira enriquecedora nas jornadas dos usuários.

3 - No e-commerce, puderam sentir, com o parceiro Mercado Livre, que o momento em que o cliente está no check-out é o ponto de atrito mais importante, tudo precisa ser resolvido de forma rápida e sem atrito e, com as APIs, é possível permitir que a experiência do usuário seja positiva.

4 - Quando combinamos APIs com Microservices, conseguimos um isolamento muito grande do núcleo bancário, facilitando o processo. Um exemplo disso é a estabilidade da plataforma que traz inteligência, especialmente em termos de segurança.

Como conseqüência:

Com a criação do Dev Portal, os desenvolvedores de uma FinTechs possuem acesso a toda a documentação das APIs, permitindo que o processo de integração com o banco seja feito mais facilmente. Uma das grandes vantagens do modelo de APIs é a flexibilidade e praticidade para que o desenvolvedor crie novos produtos a partir dos serviços disponibilizados.

O Banco Topázio tem se mostrado uma referência em Open Banking com suas APIs abertas para que a Fintechs e os Parceiros possam desenvolver novas aplicações através de seus serviços.

Os APIs tornaram-se fatores centrais no posicionamento do Banco Topázio, tornando-o um dos primeiros bancos a seguir um modelo Open Banking no Brasil.

Por que se tornar digital?

Apesar de todos os desafios por ser um banco tradicional e quebrar a forma que a gestão pensa sobre o negócio, o motivo de ter persistido nessa, é que a partir de muito estudo, eles sabiam que as APIs combinadas aos Microsserviços seriam um direcional e que esse novo mercado está em constante crescimento.

Obrigado pela leitura!